Resenha de "A Mulher de Preto"

As minhas expectativas em relação ao livro eram muito fortes e, a minha conclusão ao terminar de lê-lo foi: "A Mulher de Preto" é um dos livros mais fantásticos que eu já li!
"...,pois a combinação do local isolado e peculiar com a aparição repentina d mulher e o horror de sua expressão começou a me encher de medo. Sem dúvidas, nunca em minha vida havia sido dominado por ele, nunca sentira meus joelhos tão trêmulos e tamanha apreensão... Eu nunca havia me visto tão preso e dominado por tamanho pavor, horror e medo do mal."
A história é narrada por Arthur Kipps - que na época do incidente era um jovem, alegre e impetuoso, advogado - e ele conta a sua própria história de terror, a sua terrível e arrebatadora aventura em Crythin Gifford, na Inglaterra.

Arthur é encarregado de ir à este remoto local para cuidar / avaliar os papéis de uma falecida cliente de seu chefe, a Sra. Drablow, e ir ao seu funeral como representante da empresa. Quando chega ao local, nota que as pessoas evitam o nome "Sra. Drablow", e acha tudo isso muito intrigante. Sua curiosidade aumenta durante o velório da cliente, no qual ele percebe a presença de uma mulher, toda de preto e com roupas antiquadas, de aparência doentia e horrível... E ninguém ousa lhe responder quem ela é, quando ele questiona. 

Após o velório, ele vai à casa (totalmente exótica e isolada) da Sra. Drablow, a Casa do Brejo da Enguia, e é aí que as coisas começam de fato a ficar complicadas e assustadoras. O caminho até a casa é sinistramente encantador, é lindo e ao mesmo tempo terrível, e só é possível chegar até lá quando a maré está baixa. Lá na casa, Kipps vê e ouve coisas horripilantes, começa a se questionar e a reavaliar seus conceitos / opiniões, descobre fatos importantes sobre a antiga moradora da casa, seus familiares e a Mulher de Preto, e mais, muito mais.

O livro te surpreende a cada página virada, dará vários sustos, é cheio de suspense e descobertas incríveis. Eu apenas não gostei de uma coisa que aconteceu na história, mas obviamente eu não irei contar.

Tanto a história quanto a linguagem são totalmente envolventes, o terror psicológico, as descrições dos lugares e das pessoas são impressionantes e aterrorizantes, enfim, o livro é realmente muito bom.


Bom, só lendo mesmo, para sentir toda a emoção, aflição, tensão e medo que o próprio Arthur Kipps sentiu. Quem gosta de histórias de terror vai adorar!
A capa é em alto relevo, e é linda demais (adorei a foto do Daniel Radcliffe)!
Leia a sinopse e veja o pôster - o filme irá estrear amanhã.
  • Escrito por Susan Hill (virei fã).
  • Editora Record.
  • 207 páginas.
  • Disponível em todas as livrarias.
  • Recomendo mil vezes. :)

18 comentários:

  1. Rafaa... que blog mais lindo, mais cheiroso, mais inteligente! Ele eh taaao vc! haha...
    Parabens, de verdade. Vc eh extremamente criativa e tem um futuro EXTRA POWER brilhante tracado desde sempre. Te amo foreveeer! Biiia.~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thank you so much, Bia!!!! *----*
      É muito bom poder contar com o seu apoio e a sua presença constante, amiga.
      Eu te amo!
      ^^

      Excluir
  2. Quero muito ler esse livro, e ver o filme é claro.
    Adorei o post.

    Karlinha
    Coffie and Movies
    www.coffieandmovies.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bom?
    Nossa que meda que deu, eu vi o trailer do filme e já me assustei imagina lendo, mas parece ser emocionate.
    Não sabia que ele já tava em livro, agora eu vou querer antes de ver o filme kkkkk.
    Bjs*-*
    Territorio das garotas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela presença aqui no Artesã Literária, flor! =)

      Beijocas!

      Excluir
  4. Adorei a resenha. Voce ja viu o filme? Qual achou melhor?
    Eu nao tinha ficado interessado em estar lendo o livro, so pelo filme mesmo mas voce me deixou curiosa.

    Rafa, to com uma coluna de resenhas de blogueiros e afins, com direito a premio e tudo o mais. estaria interessada? Se estiver, manda email para contato@livrosecitacoes.com

    Abraço
    Gabi
    www.livrosecitacoes.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi!
      Já vi o filme sim, e é muito bom.
      Então, ambos são bacanas e bem diferentes, mas ainda assim eu preferi o final do livro e alguns detalhes que só ele tem. =)

      Opa, adorei! E-mail enviado.

      Beijocas.
      Rafa.

      Excluir
  5. Eu assisti ao trailler no cinema e achei meio pesado mas, ao ler sua resenha sobre o livro, acho que posso ter me enganado! Confesso que não sou fã de terror, mas acho que vale a pena dar uma chance! Parabéns pela resenha!
    Um beijo,
    Nica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe, eu também não sou muito fã de histórias de terror (morro de medo, haha), mas algumas chamam demais a minha atenção!

      Obrigada, querida! =)
      Beijocas.

      Excluir
  6. Oi Rafa!
    Eu nunca li um livro de terror, e gostei de poucos filmes do gênero, mas estou participando do Desafio Literário, e no mês de agosto o tema é terror. Eu escolhi "A estrada da Noite" do Joe Hill, mas confesso que depois de ler a sua resenha eu vou pensar em ler "A mulher de preto" também, fiquei muito interessada, a resenha está ótima e sem spoilers, o que é melhor ainda.
    Beijos...Elis Culceag.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elis!
      Inclua sim, é ótimo!

      Muito obrigada, fofa! =D
      Beijocas.

      Excluir
  7. acabei de assistir o filme e ainda tô impressionada. é um belo thriller e recupera coisas que o terror de hoje em dia parece ter deixado pra trás. a história é super tensa e te deixa correndo em círculos, o que é ótimo! só não gostei do final! fiquei curiosa pra saber quais as diferenças do filme pro livro, mas não tenho certeza se conseguiria ler o livro sem me apavorar muito :P

    ResponderExcluir
  8. Acabei de ler o livro e irei assistir os dois filmes que são baseados na obra, The Woman in Black de 1989, feito para tv e a refilmagem de 2012. Um terror psicológico, do tipo dos quadrinhos Kripta e da série Além da Imaginação, se levarmos em consideração a intertextualidade.Sugiro a leitura de, The House on the Borderland, de Willian Hope Hoogson. Valeu filha, A Mulher de Preto fez minha tarde passar rapidamente. Simplesmente adorei.Narrativa envolvente, bem construída e com um final adorável ou melhor, terrível.

    ResponderExcluir
  9. Ahhh comprei esse livro e preciso lê-lo urgente, mas estou guardando para um momento em que eu esteja na vontade de um susto e um terror mesmo. Adoro levantar para conferir as trancas de madrugada. Muito bom ver uma resenha positiva dele!

    Beijitos
    http://www.bookpetit.com/

    ResponderExcluir
  10. Eu quero! Eu quero! Eu quero!!
    Quero muito ler esse livro! ver esse filme!! Quero muito me assustar!!
    Sua resenha só me deixa com mais vontade!!! aff! Oo
    (E o Dan na capa, é assim, sem comentários!! rs)
    Demorou mas eu consegui vir aqui ler essa resenha! ^^

    ResponderExcluir
  11. Infelizmente nas duas datas que programei para ir estavam esgotadas!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  12. Parabéns pela resenha, amei.Graças a sua dica esse vai ser o primeiro livro de terror que irei ler.

    Um xero,Ana.

    ResponderExcluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária