Resenha de "A Dádiva do Lobo" - As Crônicas da Dádiva do Lobo #1

Desde a adolescência que eu tenho curiosidade em ler os romances da Anne Rice, mas sempre optava por algum outro livro quando ia à livraria, não sei por qual motivo, razão ou circunstância. E agora que eu tive meu primeiro contato, fiquei absurda e maravilhosamente encantada. A Dádiva do Lobo envolve, devora e fascina do início ao fim.
"Diga o que quiser à força que governa o universo. Talvez nós a convoquemos, e ela nos amará da mesma maneira que nós a amamos."
"Menino luz", "menininho" e "bebezinho" são alguns de seus apelidos; e ele os odeia. Reuben Golding é um aspirante a repórter de 23 anos, estupidamente bonito, bem alto, inteligente, carinhoso, poeta e tratado como um adolescente por sua mãe, sua namorada e seu irmão - sendo que o único que o trata com um pouco mais de maturidade é seu pai. 

Apesar de ter nascido em uma família rica, ele sempre batalhou e economizou para alcançar seus objetivos. Ficando frustrado por ter conseguido seu primeiro emprego no jornal San Francisco Observer por indicação de sua influente mãe, a Dra. Grace. Sua vida era comum, tediosa às vezes, tudo bem previsível. Até que ele é incumbido de escrever uma reportagem sobre uma antiga e idílica casa que precisa ser colocada à venda com urgência. A atual proprietária, Marchent Nideck, seria sua guia e lhe contaria todos os pormenores a respeito do imóvel e de sua família.

Após passar uma breve, mágica e romântica noite com Marchent e naquele lugar incrível, tudo o que Reuben queria era tornar-se dono daquela casa e tentar desenvolver sua rápida paixão com ela. Porém, durante a madrugada, uma parte de seu sonho foi completamente destruído. Marchent estava morta e ele fora gravemente ferido por uma fera desconhecida.

Com o passar dos dias, Reuben sofre grandes mudanças físicas. Seu cabelo e sua estatura crescem consideravelmente. Todos os ferimentos desaparecem e agora ele está mais saudável do que nunca. Até o dia em que ocorre a transformação. Aquela que iria mudar de vez sua vida. A partir daí, Reuben precisa desvendar os mistérios que o cercam, controlar seu novo poder e enfrentar tanto as pessoas ao seu redor quanto ele mesmo.
"Mas com qual frequência ele poderia operar a mudança? Será que ela poderia ser desencadeada mediante alguma provocação direta? Será que poderia deixá-lo completamente na mão, até mesmo quando ele estivesse diante de um perigo extremo? Como poderia saber?"
Há muito tempo que eu não lia algo tão sanguinário e inovador. Encontrei um lobisomem completamente diferente do que eu esperava: um ser consciente, que além de combater o mal, ainda é capaz de falar. Esta proposta me agradou bastante, pois tanto o lobisomem em si quanto a sua origem foram reformuladas com muita coerência, originalidade e um ar filosófico. Além de ter sido muito bacana ver o personagem aprendendo com os erros, descobrindo a si mesmo e os mistérios sobre este novo mundo gradualmente.

A história é narrada em terceira pessoa e temos acesso aos pensamentos e sensações de Reuben o tempo todo. Algo que me agradou muito, mas pode desanimar algumas pessoas, foram as descrições. A autora descreve cada mínimo detalhe da transformação, da casa, dos móveis, das mortes (muito sangue e cabeças rolando) e assim por diante. A leitura não se tornou maçante ou arrastada por conta disto, mas quem não gosta de muitos detalhes pode se sentir um pouquinho incomodado. Foi um ponto bem positivo, para mim, pois achei que era necessário ter uma noção mais íntima e completa de tudo o que o personagem principal sentia, fazia ou via.

Reuben é um adorável anti-herói, que apesar de ter se tornado um lobisomem, não deixou seu lado humano de lado. No início eu o achei um pouco passivo (tudo para agradar a mãe chatinha e obsessiva), mas conforme sua transformação evolui, ele também muda sua personalidade, positivamente, é claro. Os personagens secundários também foram muito bem desenvolvidos e a maioria deles conquista facilmente. Gostei muito de Laura, a nova namorada, que foi de grande ajuda em inúmeros momentos (infelizmente não posso citar meus outros personagens favoritos, pois seria um grande spoiler); a família dele é legal, apesar de ser superhipermega protetora. Vale ressaltar que eu achei o máximo a autora ter colocado o próprio ser humano como o grande mal, e não o lobisomem.

Como nem tudo são flores, mencionarei os dois pontos negativos. O primeiro foi em relação a uma cena extremamente surreal: do nada a mulher se depara pela primeira vez com um lobisomem, o convida para a sua casa e dorme com ele... Simples e rápido assim. Francamente, eu não sabia se continuava olhando com cara de "what the hell?" para o livro ou se começava a rir. O segundo tem relação com o desfecho de um dos personagens, pois o trecho foi ambíguo e deu margem a duas interpretações: uma muito boa e outra triste. Ainda não me decidi em qual acreditar, rs.

Rice conseguiu unir muita coisa boa em uma história só: terror, mistério, amor, questionamentos, paisagens de tirar o fôlego e muito mais. Tudo foi muito bem amarrado e explicado; e excetuando àqueles dois trechos que citei no parágrafo anterior, a história é realmente incrível.

Já comentei no you've got mail #11 o quanto eu amei essa capa - até na lombada o título é em alto relevo e espelhado, muito lindo e a contra capa é toda vermelha. Encontrei alguns erros na revisão, mas nada para se descabelar. Quer ganhar um exemplar de A Dádiva do Lobo? Clique aqui e participe da promoção.
  • Escrito por Anne Rice.
  • Editora Rocco.
  • Tradução: Alexandre D'Elia.
  • 477 páginas.
  • Disponível em todas as livrarias.
  • Recomendo! =)
*Exemplar para resenha.

22 comentários:

  1. Oie:)
    Amei a resenha!!! Fiquei bem curiosa em relação ao livro. Adoro a Anne Rice e todos os livros dela.
    Beijoss
    http://cupcakedeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ola!
    Não tinha visto esse livro da Anne, A capa é muito chamativa e adorei de cara. Adoro livros de lobisomens e quando li o titulo e nome do autor eu fiquei surpresa rsrs afinal, Anne é conhecida pelos vampiros, mas fiquei feliz de ter um livro sobre lobos dela. A estoria e a narrativa parecem bons e faz tempo que não leio algo assim. Sobre a menina que ve o lobo e dorme com ele rsrs ate acho isso normal no meio literário . Ja li cada livro e fico com a mesma expressão de What the hell... kkk Acho que ja me acostumei. Mas tirando isso tudo parece ok.

    Parabens pela resenha. bjus

    http://kathlleenkristine.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Super interessado!!!
    O livro me parece magnífico. Falam muito bem da autora - Sem falar na resenha, que ficou incrível... Oque estou esperando para ler?
    Estou realmente com muita vontade de ler. Antes de você postar a resenha, já tinha passado na livraria, mas não encontrei o liro!
    Mas agora vou voltar lá quantas vezes for possível.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Vim conhecer seu Blog,amei e já estou super seguindo,parabéns pelo cantinho.
    Gostaria de te convidar para conhecer meu Blog e se gostar e puder seguir ou curtir a fanpage também,será muito bem vinda!

    http://emcasademaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Rafa! Eu nunca li nada dela, sempre coloco na cesta de compras e desisto. Vejo vampiros e lembro dela e fiquei surpresa em ver este enredo com lobos, não são minhas criaturas preferidas, mas você falou do livro de maneira tão gostosa, que eu leria sim. Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Oie Rafa
    Já li um livro da diva Anne, e adoro a narrativa dela. E lobisomens *_* muito amor (gente,acho que eu amo todos os seres sobrenaturais em geral rs).
    E sua resenha me ganhou ao citar a palavra: sanguinário!! Adoro!!!
    quero ler
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  7. Li várias resenhas sobre esse livro e todas elas me deixaram com mais vontade de conhecer.
    Entrou pra listinha. hahaha Beijos

    http://resgatandoestrelas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Anne Rice é diva, mesmo eu ainda não ter lido nada dela, não significa que não sei admirar um ótimo autor ou autora. Espero que leia em breve, fiquei muuuto curiosa.

    Beijos, fofinha.
    Abraço!
    :)
    http://clicandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Rafa!
    O único que li da Anne Rice foi Entrevista com o Vampiro, por influência do filme. Gostei mas realmente a narrativa dela tem esse quê descritivo que me incomoda, de toda forma adoro lobisomens (não a ponto de convidá-los para minha casa como a louca que citou), então depois dessa resenha empolgada fiquei curiosa em saber como a autora tratou esse universo.
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  10. Eu gosto muito de alguns livros da Anne Rice e e alguns outros nem tanto, mas um dos pontos fortes dela, pelo menos na minha opinião, é que seu seres sobrenaturais, vampiros ou lobisomens são realmente sanguinários e podem ser impiedosos, eu aprovo.

    ResponderExcluir
  11. Também sempre quis ler Anne Rice e acabava levando outra coisa comigo na livraria. Não sei, parece que o universo conspira contra nós.

    Mas fiquei fascinada com a resenha e com a descrição do livro, parece ser realmente maravilhoso. Vou ficar de olho para tentar levá-lo na próxima ida à livraria.

    ResponderExcluir
  12. A primeira coisa que notei é que a capa é bem chamativa, esses olhos, me trouxeram mistérios ahadudahdauhad , entretanto, acho que dps do crepúsculo encheu um pouco o saco essa história de lobisomens e etc , mas esse me pareceu um pouco "fora" de fantasias e crepúsculo, me interessei! Gostei do livro, e gostaria de ler :D

    ResponderExcluir
  13. Não sei se iria gostar tanto quanto você, pois muitos detalhes e muitas páginas fazem eu ler ainda mais devagar do que já leio, assim demorando horrores para terminar um simples livro.
    A história parece louca demais, diferente ponto de vista sobre algo que já conhecemos bastante - abordar lobisomem falante racional reflexivo, gostei.
    Mas cenas de sexo de lobisomem com mulher dispensava totalmente, isso aí se chama zoofilia e é nojento hahahaha

    ResponderExcluir
  14. Thiago Felippe15 outubro, 2013

    Ótima resenha. Primeira vez que visito seu blog e estou apaixonado.
    Sempre tenho a vontade de ler a obra de Rice, porém nunca o fiz.
    Fiquei muuuito curioso sobre este livro... E que venha a promoção!

    :)

    ResponderExcluir
  15. FIquei super interessada! Já li algumas coisas dela, sempre muito bom o suspense e o terror! A resenha tá ótima, desperta ainda mais a curiosidade! rs

    ResponderExcluir
  16. Nunca tinha ouvido falar nem da autora , nem do livro. Mas posso dizer que de cara , só vendo a capa , eu digo que ela deve ser fodástica; Quero mtt ler esse livro, eu basicamente necessito dele para viver.

    ResponderExcluir
  17. Andressa Nunes21 outubro, 2013

    Bela resenha, resumindo muito bem o conteúdo do livro, abordando pontos importantes, facilitando o entendimento e despertando o interesse dos leitores.

    ResponderExcluir
  18. Conheço -e nao conheço- a autora de algum livro antigo dela, nao sei qual. Mas sei que a narrativa dela e´muito boa!! Espero ler esse livro em breve pois adorei o enredo e a capa!


    xx

    ResponderExcluir
  19. Os outros livros dessa autores são bons, não sou mto fã de lobos mas esse me chamou a atenção, vou dar uma chance para o Reuben.

    ResponderExcluir
  20. Guilherme Massa19 junho, 2014

    Bela resenha! Terminei de ler o livro há dois dias e fiquei bastante contente com o que encontrei neste novo universo que a Anne está criando. Antes de comprá-lo havia lido alguns comentários de que era uma leitura cansativa e com muitas partes desnecessárias. Discordo totalmente! Anne é detalhista, suas histórias são sempre ricas em descrições e é isso que nos ajuda a criar em nossas mentes a história de forma tão rica. Estou ansioso para ler o segundo livro dessas novas crônicas, intitulado "The Wolves of MidWinter". E em outubro deste ano será lançado o livro que espero há mais de uma década, marcando a volta das crônicas vampirescas dela (a qual li todos os livros), o livro tem o nome de "The Prince Lestat". Mal posso esperar!

    ResponderExcluir
  21. Estou gostando muito de conhecer o personagem, A cada página lida Reuben vem me cativando ainda mais. A história é envolvente e viciante. adorando cada momento da história.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. pelo visto, voce fez muito bem em adquirir "a dadiva do lobo" . gostei da parte da resenha que fala sobre o lobo que continua mantendo o seu lado humano. isso e muito bom. e tb. a parte engraçada sobre a mulher que mal conheceu o lobo e ja foi pra cama com ele, sem mais nem menos. rsrs o livro parece ser bom. quero ler.

    ResponderExcluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária