Resenha de "Prodigy", Trilogia Legend #2

É com alegria que informo: Marie Lu conseguiu transformar Prodigy em algo gloriosamente melhor do que Legend. Se o primeiro livro foi vibrante e envolvente, uma boa introdução ao universo militar e opressivo da República; o segundo é ainda mais arrebatador e melancólico, repleto de reviravoltas, descobertas chocantes, pura adrenalina, desentendimentos e um leve e ocasional toque de romance.
"A multidão começa a gritar meu nome. Day! Day! Day! Mal posso acreditar no que ouço. As pessoas estão entoando o meu nome, e suas vozes ressoam em todos os quarteirões e em todas as ruas. Permaneço imóvel onde estou, ainda agarrando meu megafone improvisado, sem conseguir desviar os olhos da multidão. Levanto o megafone até meus lábios e grito:                             - Povo da República! Vocês estão me ouvindo?" (Day)
[SPOILER] Em Legend, na opressora Los Angeles, June descobriu a verdade, se rebelou contra a República e salvou Day de sua morte iminente. Agora, ambos são criminosos e procurados por todo o país. [SPOILER]

Ao chegarem em Las Vegas, Day e June descobrem que o poderoso Primeiro Eleitor morreu repentinamente e que seu filho, Anden, irá assumir o controle da República. Porém, o país inteiro entrou em colapso, pois não apenas a população está descontente e revoltada com os últimos acontecimentos, como também parece que o próprio senado não acredita que ele possa governar.

Enquanto o alvoroço e a revolta crescem entre o povo, o casal mais conhecido do país resolve se unir aos Patriotas (grupo rebelde que visa o retorno dos Estados Unidos e o fim da guerra entre a República e as Colônias), com a intenção de encontrar Éden, irmão caçula de Day. Como nada vem de graça, os Patriotas pedem em troca que eles assassinem o novo Eleitor e assim, finalmente, o povo seja ouvido e a mudança que todos ansiavam comece a aparecer. Afinal, Day tornou-se um símbolo para a nação.

Todavia, quando June aproxima-se propositalmente do atual Eleitor, ela percebe que Anden não é o ditador que todos pensam, pois, na verdade, ele parece ser justamente a solução que todos querem e precisam. Agora, além de lidar com alguns problemas de saúde, June também é atormentada por seus pensamentos e escolhas. Como avisar Day sobre suas descobertas, se ele está incomunicável? Ela deve seguir sua intuição e ajudar o Eleitor? Ou continuar com Day e o plano dos Patriotas para fazer a República sucumbir?
"[...] Já beijei alguns garotos antes... mas Day me faz sentir como se nunca tivesse sido beijada, como se o mundo estivesse se derretendo em algo sem nenhuma importância." (June)
Nesse segundo livro, que também é narrado alternadamente por Day e June, temos uma trama sórdida em andamento e dois caminhos distintos para escolher, evidenciando não só que as aparências enganam, mas também quão fortes precisamos ser para seguir em frente. Em um certo ponto, entre as aventuras e a adrenalina, nota-se que a narrativa vai para um âmbito mais emocional, pois ambos estão quebrados por dentro (e às vezes, por fora também). Eles estão tentando se reconstruir após tantas perdas, mas o processo é lento e a raiva / frustração pode dominá-los a qualquer instante - especialmente no caso de Day.

Apesar de estar mais revoltado, distante e desconfiado do que normalmente, Day continua um amor (por isso, tenham paciência com ele, pois haverá uma certa chatice). June subiu no meu conceito, pois é impressionante a força e a determinação dessa garota! Ela assume seus erros e aprende a conviver com as consequências, apesar de voltar a fazer ou pensar algo muito estúpido esporadicamente. 

Ao longo da narrativa, Day distancia-se de June por motivos compreensíveis, mas aquele amor em ascensão ainda está lá, firme e forte. Em Prodigy, há mais cenas românticas, ainda que bem ocasionais, pois o foco não é o romance! Porém, essas breves passagens nos mostram como eles se importam um com o outro e nos arrancam doces suspiros - estou torcendo por eles, mesmo que o final tenha sido um soco no estômago. 

Todos os personagens foram mais aprofundados, então podemos conhecer e entendê-los melhor. Não gostei da Kaede no primeiro livro, mas a adorei nesse. Tess era adorável e mudou drasticamente, o que me irritou bastante. Cabe mencionar que outros dois personagens "surgem" para piorar um pouco a relação amorosa de Day e June.

Fiquei contente e muito aliviada ao ver que a autora já começou a ligar os pontos soltos da história e revelar informações necessárias para que o leitor possa ter uma noção mais ampla do cenário distópico criado por ela. Penso que esse livro foi melhor estruturado do que o anterior. Além disso, agora pode-se conhecer os dois lados da guerra, pois as Colônias têm um espaço maior dessa vez. Aí que trama começa a pegar fogo.


Estou ansiosa para ler o desfecho, especialmente depois daquele final tão triste e terrível, mas ao mesmo tempo instigante, esperançoso e levemente fofo. Achei a capa muito bonita e, como mencionei antes, as páginas sombreadas são um charme e combinam com a história. 
  • Escrito por Marie Lu.
  • Editora Rocco Jovens Leitores.
  • Tradução: Ebréia de Castro Alves.
  • 303 páginas.
  • Disponível em todas as livrarias.
  • Recomendo! :)
*Exemplar para resenha.

18 comentários:

  1. Oie,
    infelizmente ainda não li nem o primeiro livro, muito menos o segundo, mas já me anima saber que o segundo é bom :D

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Concordo com tudo que você falou sobre este livro!!! Adoro esta trilogia!!
    Já comprei o último livro e estou doida pra ler logo!!!

    Acho que você vai ler primeiro o último, então depois eu volto pra saber o que achou. Aí me animo mais pra terminar ;)

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já comecei a ler o último, Lelê. Estou adorando! Espero que continue assim, rs.

      Beijocas.

      Excluir
  3. oi Rafaa!
    N conheço a trilogia ainda, mas parece q vc esta amando apesar d algumas decepçoes né? Voua crescentar na minha lista de queroo!
    Bjos!!

    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Rafa!
    Tenho muita curiosidade em ler essa série, é muito legal quando o 2º livro de uma trilogia supera o 1º, e não fica somente na enrolação. Pelo visto a autora soube levar a história a um nível superior, tomara que a conclusão seja ótima!
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  5. Oi Rafa,
    Ei li legend e achei o livro mto morno. Assim, me faltou coragem/vontade para continuar a saga.
    Mas que bom q a autora começou a ligar as pontas soltas. Quem sabe um dia eu continue a leitura.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Eu li o primeiro e fiquei com urticárias agora que você disse que esse é ainda melhor. Uma coisa que gostei muito nessa distopia é que o foco não é romance. Quero comprar logo.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adorei isso, Sil! Há romance, mas na medida certa, ao se considerar o tema do livro. :)

      Beijocas.

      Excluir
  7. Embora não seja um tipo de leitura que me atraia, eu gostei tanto da resenha e da capa (sou dessas) que até acho que vou arriscar

    http://www.novaperspectiva.com/

    ResponderExcluir
  8. Não tem trilogia no momento que mais chame mais atenção do que essa!!! Eu ainda não li o primeiro livro mas desse ano não passa!

    http://criativare-leitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Li só a introdução do seu post. Quando começou o spoiler eu parei, haha.
    Ainda vou ler o primeiro. Já comprei, mas não comecei.
    Tenho tanta coisa para ler que fico perdida tem horas!

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  10. Oie Rafa
    quase peguei os spoilers rs
    comprei o primeiro livro, mas resolvi esperar lançar os outros para começar a ler. E pelo visto a qualidade da trilogia só melhora.
    Estou empolgada para ler
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  11. Olá! Amo essa série, inclusive estou lendo champion atualmente, é muito bom também.

    http://www.whoisllara.com/

    ResponderExcluir
  12. Li Legenda e não amei, achei legal. Estou em dúvida se leio Prodigy mas como tooodo mundo fala que o segundo é melhor que o primeiro acho que vou ter que ler né! Beijos, Jú
    docurailusoria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Sou suspeita pra falar dessa trilogia, ela é muito perfeita!!! Preciso ainda ler o último, mas estou morrendo de medo por causa desse final. Já imagino o que vai acontecer e é tão triste.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  14. Eu quero ler a trilogia Legend desde o ano passado, mas ainda não tive a oportunidade de ler os livros </3 Adorei saber que nesse livro é revelado algumas coisas, e que os personagens são mais aprofundados! Espero conseguir ler os livros em breve ;)

    ResponderExcluir
  15. eu li o primeiro livro da serie quando lançou, so que ja faz um tempinho e me esqueci mais da metade do que se passa nos livros, a sequencia parece bem interessante por isso vou ler tudo de novo.

    ResponderExcluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária