Resenha de "Entrevista com o Vampiro: A História de Cláudia"

Entrevista com o Vampiro (1976) é o primeiro e mais aclamado romance da americana Anne Rice. Quem não leu o livro, provavelmente já assistiu ao filme estrelado por Brad Pitt, Tom Cruise, Kirsten Dunst e Antonio Banderas, que estreou em 1994.

Em fevereiro deste ano, foi lançada uma versão em graphic novel do romance, mas com uma linda novidade: a história é narrada pelo ponto de vista de Cláudia, uma garotinha que tornou-se vampira aos 6 anos e foi interpretada por Kirsten Dunst nos cinemas.

Tendo em vista que o foco é a Cláudia, a história se inicia a partir do momento em que ela é transformada em vampira. A jovem Cláudia estava cercada pela morte e sem família até que foi encontrada por Louis de Pointe de Lac, que sentiu pena da pobre garotinha em prantos e se alimentou dela. Assim como fez com o ingênuo Louis, o vampiro Lestat deu o próprio sangue para a garota beber, devolvendo-lhe a vida e transformando-a em um ser imortal. 

A partir de então, os três vampiros passam a viver juntos como uma família. Lestat lhe ensinava sobre sua natureza, enquanto Louis cuidava dela como um pai atencioso e preocupado. Todavia, décadas depois, Cláudia envelheceu, adquirindo uma mentalidade adulta e tornando-se uma mulher, apesar de continuar com a aparência de uma criança de apenas 6 anos. Em determinado momento, a vampira começa a se perguntar porquê ela é assim e quem poderia ter feito tal coisa; com esses questionamentos, surgem grandes desavenças e uma ácida rivalidade entre ela e Lestat, o líder da família.


Diante das adversidades, Cláudia se aproxima ainda mais de Louis, criando um intenso amor platônico por ele e o colocando contra Lestat, ao mostrar que o vampiro manipulou ambos. À procura de respostas e por outros de sua espécie, ela não terá dó, nem piedade para atingir seus objetivos e, após lidar com problemas pendentes, a vampira viaja com Louis rumo à Europa.

De certa forma, Paris lhe oferece um pouco de conforto e esperança, mas as restrições de seu corpo esbarram com o luxo e a liberdade que ela tanto deseja. No fim, ao invés de alívio, a viagem trás apenas novos problemas, decepções e crises, além de fantasmas do passado e monstros ainda piores. Cláudia terá de utilizar toda a sua força, coragem e maturidade para seguir em frente e resolver cada obstáculo que surgir.


De longe, esse é um dos melhores graphic novels que já tive o prazer de ler, pois conseguiu ser fiel ao romance e incrivelmente autêntico, trazendo uma nova perspectiva e também intensidade à história. Cláudia é uma personagem tão pequena e aparentemente frágil, mas igualmente enigmática, forte e, por vezes, diabólica.

Foi interessante acompanhar o processo de "envelhecimento" dela, visto que, ao mesmo tempo em que amadurece e torna-se adulta, ela continua no mesmo lugar, ou seja, aprisionada para sempre no corpo de uma criança e, consequentemente, não consegue realizar seus desejos, nem viver plenamente. Sua frustração e o sentimento de pertencer a algum lugar são palpáveis, assim como sua raiva, que vai crescendo até o momento em que ela explode. Há também muito erotismo na narrativa, seja pela sensualidade que os vampiros emanam, ou pelo amor platônico que ela sente por Louis - confesso que isso nunca foi algo agradável aos meus olhos.


Os demais personagens também foram bem elaborados. Além de ser gentil, Louis guarda sua humanidade com afinco e se mostra ingênuo / influenciável na maior parte do tempo. Enquanto Lestat é perverso, mas espirituoso. Armand, um vampiro que eles conhecem em Paris, tem uma postura sedutora, mas que amedronta e manipula todos ao redor.

O aspecto que mais chamou minha atenção e me encantou foram as ilustrações. A arte é tão delicada e sutil, com um toque que lembra o mangá e as páginas são na cor sépia, o que combinou perfeitamente com a história e a época em que ela é ambientada. As cores em destaque aparecem quando há sangue e fogo, surgindo assim, naquele mar de sépia, um vermelho vivo e penetrante, ou um amarelo alaranjado intenso.


Os traços do rosto de Cláudia, assim como suas roupas e acessórios, vão se modificando ao longo da história e isso foi genial. Afinal, apesar de continuar em um corpo de 6 anos, sua expressão tornou-se mais dura e, por vezes, sensual; enquanto sua postura, mais adulta e extrovertida.

Adorei o trabalho feito pela editora, desde a revisão e as páginas pretas até os mínimos detalhes e a belíssima capa dura. É uma leitura absurdamente rápida, tanto que li em poucas horas - pois parava para apreciar a arte de Witter. Vale a pena ser lido pelos fãs do romance, da Anne Rice, de HQs, de vampiros... e a lista continua! Se quiserem ganhar um exemplar de Entrevista com o Vampiro: A história de Cláudia, participem do sorteio (aqui).
  • Escrito por Anne Rice.
  • Arte e adaptação por Ashley Marie Witter.
  • Editora Rocco.
  • Tradução: Daniel Ribas.
  • 224 páginas.
  • Disponível em todas as livrarias.
  • Recomendo. :)
*Exemplar para resenha.

24 comentários:

  1. Eu, infelizmente, ainda não li e nem assisti Entrevista com o Vampiro </3 O graphic novel, que foi lançado esse ano, ficou com ilustrações incríveis! O fato de conter vampiros e os personagens, aparentemente cativantes, foram os que mais me atraíram para ler essa grande obra!

    ResponderExcluir
  2. Eu assisti ao filme já tem um bom tempo e lembro de não ter gostado, acho que foi porque estava na onda de crepúsculo e queria que os vampiros fossem iguais, porém depois dessa onda passa notei o quanto o filme era interessante. Desde então venho desejando ler os livros, só falta o dinheiro pra ir comprando aos poucos porque é livro que não acaba mais.
    Quando vi que iam lançar essa versão achei interessante, uma outra forma de se conhecer a história.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Momento vergonha alheia.. eu ainda não li, nem vi o filme..
    mas tenho bastante vontade de conhecer não só a historia de Claudia.. como também o livro original..
    Ainda não tenho nenhum livro em HQs..ou Graphic Novel.. está uma edição muito linda..

    ResponderExcluir
  4. Achei demais os desenhos. São caprichados e bem reais. A história já conheço devido ao filme que vi sobre o mesmo assunto. Se for como o filme,com certeza vou amar. Já fiquei encantada com esses desenhos. Ansiosa pra ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Rafa! Tenho muita vontade de ler os livros de vampiros de Rice, eu conheço a história porque vi o filme, mas por seus vampiros serem mais maldosos eu curto muito mais que estes de hoje em dia bonzinhos, não que eu não goste, mas vampiros perigosos são melhores. Eu estou paquerando esta Graphic Novel desde o lançamento, é linda demais.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Não li o livro, mas já vi o filme e a Claudia sempre foi a personagem que mais me irritou, passei o filme todo desejando que ela morresse, então não sei se leria o graphic novel, a não ser que alguém me emprestasse. Sei que o livro é melhor e talvez com essa "nova " história sobre ela eu até possa gostar dela, mas acho difícil, o que gostei foi dos desenhos como vc falou lembra mto um mangá, foi o que mais chamou minha atenção!

    ResponderExcluir
  7. eu já li entrevista com o vampiro, porque eu tinha visto filme com brad pitt ai me interessei pra ler e adorei, goste muito desse livro e adoraria ler esse outro livro pelo ponto de vista da claudia, achei interessante porque o livro parece ser HQ.

    ResponderExcluir
  8. Que livro incrível *---* Confesso não ter lido Entrevista com o vampiro ainda, mas agora quero começar a ler já! Os dois! Estou super encantada por esse sendo contado pelo ponto de vista da Claudia.

    ResponderExcluir
  9. Rafaela!
    Sou eterna apaixonada por vampiros e A Entrevista com vampiros é um dos melhores.
    Saber que tem um HQ principalmente com a angelical Cláudia, que a princípio criança doce e vai amadurecendo e se tornando manipuladora e cruel, ainda com rostinho e corpo de criança é arrepiante.
    Boa Semana!
    “Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade.” (Carlos Drummond de Andrade)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Rafa!
    Eu não li o livro e (acredite!) também não assisti o filme, mas tenho curiosidade por ambos.
    Por sorte não sei muito sobre a trama, então pulei os trechos da resenha em que você comentava a história.
    A graphic novel parece ter ficado linda mesmo.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Ainda não li o livro, nem vi o filme, apesar de ter ouvido falar bastante deles.
    Tenho curiosidade de saber mais da estória, já que é tão falada.
    É ótimo quando um graphic novel é bem fiel à obra original, dá gosto de ler.
    O livro está lindo, adoro capa dura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia esse lançamento pelo ponto de vista de Cláudia, não li a obra original, mas sempre tive muita curiosidade pela leitura. Adorei as ilustrações, já quero esse graphic novel.

    Obrigada pelo carinho, volte sepre! Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  13. Oi Rafa,
    Assisti um vídeo onde elogiam essa graphic novel também. Acho que esse fator de a personagem estar presa em um corpo de criança, porém ter alcançado uma maturidade devido ao tempo em que vive, é bem instigante. Ainda não li nada da Anne Rice, mas tenho curiosidade para saber esse lado mais cruel dos vampiros ;)
    Fiquei super curiosa, pretendo adicionar na minha lista de desejados ;D

    Beijos
    Daisy - nuvemdeletras.com

    ResponderExcluir
  14. Oie =D

    Acabei de ler este GN e faço das suas as minhas palavras <3
    O melhor que já tive oportunidade de ler! Fantástico!
    Não li os livros, apenas vi ao filme, mas gosto da história. Abordar pelo ponto de vista de Cláudia foi genial!
    AMEI sua resenha, mostrou com perfeição o que esta GN traz!
    Uma obra prima!

    Beijos,
    Livy
    nomundodoslivros.com

    ResponderExcluir
  15. Oie,
    nossa eu gosto bastante deste livro e fiquei bem curiosa para ver este.
    Parece ser muito bom :D

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  16. Rafa, quero MUITO ler essa graphic novel!
    Há poucos meses eu li o Entrevista com o Vampiro e adorei, então ainda estou com a história fresquinha na minha cabeça.
    Mas acredita que eu nunca vi o filme? Preciso urgente! Brad Pitt e Tom Cruise, né? Ai, coração, haha.
    Gosto muito da personagem Claudia. Ela desperta emoções contraditórias em mim. Vou adorar ver tudo pelos olhos dela e entender principalmente essa questão do envelhecimento num corpo infantil.
    Ótima dica!

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  17. Devo ter visto o filme há uns 10 anos atrás e lembro quase de nada e eu tô na fase: tome vergonha na cara e vá ler tal autor (Anne Rice tá na lista). Eu fico cada vez mais apaixonada pelas imagens dessa graphic novel e eu não sabia que ela ia ficando com o rosto mais maduro.durante a história!

    ResponderExcluir
  18. Nouuuuuussssaaaa, eu amo vampiros, sendo da Rice então e em quadrinhos.... Super. Eu ainda não tinha visto este livro, mas só pela resenha já estou achando excelente. E ainda vou assistir ao filme pra compreender a obra mais ainda.

    ResponderExcluir
  19. Me apaixonei pela história tanto na perspectiva de Louis quanto na perspectiva de Cláudia. A arte ficou incrível e tudo muito fiel ao livro de forma que eu li a metade dele em uma hora ainda na livraria. <3

    ResponderExcluir
  20. Quando vi o livro nem me toquei que era Graphic Novel,adorei esse imenso detalhe.Não deve ser nada confortável pra ela ficar presa no corpo de uma criança quando nutre sentimentos tão intensos por Louis.Essa versão deve ser mesmo,adoro saber uma história por pontos de vista diferente.E esses desenhos estão maravilhosos.

    ResponderExcluir
  21. adoro o filme. ver as coisas acontecerem pelo ponto de vista da menina, deve ser incrivel, os questionamentos, mente adulta em corpo infantil. um ponto de vista diferente sempre enriquece a leitura. quero muito ler.

    ResponderExcluir
  22. Shadai Vieira09 maio, 2015

    não li o livro, mas vi o filme ano passado e gostei!
    ler algo da mesma história mas com uma perspectiva nova não costuma me atrair, mas sendo num formato total diferente e tão belo como essa graphic novel me deu vontade de conhecer essa obra.
    ilustrações lindas e ótima trama com uma protagonista bastante complexa.

    ResponderExcluir
  23. Adorei a ideia de mostrar o ponto de vista da Claudia em forma de HQ, e tambem de ser tudo em sepia e o colorido so quando tem sangue. Acho a historia da Claudia muito triste, se tornar mulher em um corpo de criança, ela nunca iria ser uma pessoa completa.O Lestat a prendeu em uma tortura eterna.

    ResponderExcluir
  24. Não li o livro, mas vi o filme há muitos anos atras (nem me lembro quanto). Adoraria ler em HQ. O que vi até agora me chamou muito a atenção e espero poder comprar em breve.

    ResponderExcluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária