Resenha de "O Príncipe dos Canalhas"

Dona de vários prêmios Romantic Times, Loretta Chase publica romances históricos desde 1987. Com O Príncipe dos Canalhas, ela também ganhou o RITA, da Associação Americana de Escritores de Romances.
"Dain não tinha certeza do que era exatamente, mas não duvidava de que havia mesmo algo de errado com ela. Ele era Belzebu em pessoa, não era? Ela devia ter desmaiado ou recuado horrorizada, pelo menos. Mas ela o olhara com uma altivez sólida como o bronze, e pareceu, por um momento, que aquela criatura na verdade estava flertando com ele."
Mais conhecido como lorde Belzedu, o marquês de Dain, Sebastian Ballister preza e incentiva sua fama de homem feio, frio e perigoso. Rejeitado pelo pai desde o nascimento e constantemente humilhado pelos colegas de internato, Dain aprendeu que deveria batalhar por respeito e independência financeira. Após a morte do pai, ele acabou com as dívidas da família e, com inteligência, tornou-se ainda mais rico do que seu falecido pai. Agora, apesar de manter a propriedade na Inglaterra, ele optou por desfrutar sua vida depravada e espalhar o terror em Paris.

Em meados de março de 1828, Jessica Trent e sua magnífica avó viajam para Paris com o intuito de resolver os problemas financeiros de seu irmão Bertie, que vive sob a influência de um tal lorde Belzebu. Seu maior desejo é ter um antiquário para que assim possa conquistar sua independência financeira e sair da casa dos tios. Porém, por causa de seu irmão, esse sonho corre o risco de não ser realizado e, por isso, Jessica fará de tudo para colocá-lo na linha e livrá-lo de Sebastian.

Quando Dain e Jessica se conhecem, a atração é forte e mútua. Ele consegue disfarçar, mas ela flerta de forma direta e percebe que o famoso Belzebu não tem a aparência horrenda que todos afirmavam, nem é tão terrível assim. Ao longo dos dias, entre encontros e desencontros, os dois começam um jogo de gato e rato, no qual nenhum deles poderia imaginar que iria tão longe.

Após situações comprometedoras, ambos têm suas reputações questionadas e, mesmo que Jessica não se abata diante de escândalos e questões impostas pela sociedade e Dain pouco se importe com as pessoas ao redor, eles terão de resolver suas desavenças de uma vez por todas. Agora, os fofoqueiros fazem apostas para saber quem saíra vitorioso desse jogo, mas o que ninguém esperava é que o insensível lorde Belzebu e a destemida Jessica iriam além das intrigas, armadilhas e desejos ardentes. Afinal, parece que o amor surge até mesmo em casos improváveis.
"Ela parecia tomada pela fúria. Enquanto fazia cócegas no peito dele com aquela touca ridícula, Jessica vociferava sobre uma festa, o retrato de alguém e a Sra. Beaumont, e resmungava que ele havia estragado tudo e que pagaria caro por isso. Gritou que não se importava mais com Bertie, já que o irmão não servia para nada mesmo, e que voltaria imediatamente para a Inglaterra a fim de abrir uma loja e leiloar o ícone russo, faturando 10 mil libras por ele. Por fim, disse que esperava que Dain morresse engasgado com aquilo."
Narrada em terceira pessoa, a história segue de forma bem divertida e fluida, transforma os clichês em algo crível e traz à tona resoluções surpreendentes. Apenas dois aspectos me incomodaram ao longo da narrativa: o machismo típico da época e a relutância de Dain em aceitar a vida extraordinária que Jessica desejava lhe proporcionar. Loretta Chase criou um enredo leve, bem humorado, com ótimos personagens e que foge de padrões característicos do gênero - um casamento de felizes para sempre, por exemplo.

Jessica Trent é uma mulher liberal, independente, inteligente, sarcástica e destemida, que gosta de correr atrás de seus objetivos e não se deixa abalar por qualquer situação. Enquanto Dain foi criado e induzido a pensar em si mesmo como o diabo em pessoa, física e moralmente. Por isso, Sebastian endureceu seu coração e passou a agir da maneira que todos esperavam. Por outro lado, Jessica viu além dessa máscara e encontrou um homem bonito, sensível, inteligente e, obviamente, bem teimoso, descrente e irritante.

É óbvio que há previsibilidade na história, na qual algumas situações e novos problemas são bem fáceis de adivinhar. Porém, ainda assim, a autora soube inserir acontecimentos singulares na trama, além de mostrar a rotina de ambos: não só como a intimidade, o companheirismo e o amor sugiram, mas também como eles conseguiram vencer as adversidades - que são muitas. Chase escreve muito bem e conseguiu intercalar momentos de tensão, amor, desejo, comicidade e cenas comoventes de forma envolvente.
"Mas não queria mais segredos como aquele. Podia dizer aquelas palavras agora. Era muito fácil, quando tudo que havia sido congelado e enterrado dentro dele acabou se descongelando e borbulhando, vívido e fresco como os riachos de Dartmoor na primavera."
Os personagens secundários são interessantes e têm bons papeis na trama, mas não tiveram muito aprofundamento, pois o foco é sempre o caminho trilhado por Dain e Jessica. As cenas sensuais foram muito bem descritas e possuem um toque poético, além de frases soltas em italiano - a mãe de Dain era italiana, por isso ele fala inglês, italiano e francês. Conforme eles se aproximam, tais cenas deixam de abordar apenas o desejo e a atração, pois, aos poucos, os sentimentos começam a influenciar também.

Gostei bastante da capa e contracapa, pois combinam com o casal e a história. A revisão foi bem feita e não há aquela divisão padrão de capítulos, visto que eles seguem um atrás do outro, na mesma página, divididos apenas por seu respectivo número. Para quem gosta de romances de época e leituras leves e divertidas, O Príncipe dos Canalhas será uma excelente escolha! Aliás, no que diz respeito às brigas e adversidades como casal, a história lembra A Megera Domada de Shakespeare. 
  • Escrito por Loretta Chase.
  • Editora Arqueiro.
  • Tradução: Ivar Panazzolo Junior.
  • 287 páginas.
  • Disponível em todas as livrarias.
  • Recomendo. :)
*Exemplar para resenha.

39 comentários:

  1. É a primeira vez que vejo algum comentário sobre a Loretta Chase. Gostei bastante da capa desse livro, bem atraente. Mas, fiquei confuso em relação a seu gênero. É um romance de época? Não sou muito familiarizado com esse gênero, mas adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  2. li o livro esses dias e gostei muito, é do jeito romantico mais nem tanto, adorei o Dain, logo no inicio ja percebi que ele era mais do que aparentava ser, gostei da resenha e a capa é um amor

    ResponderExcluir
  3. No começo estava muito interessada em O Príncipe dos Canalhas, mas atualmente não estou assim tão eufórica por ele, provavelmente pelo tempo que se passou desde seu lançamento, e algumas resenhas nem tão boas que me fizeram baixar a expectativa, apesar de ainda parecer um livro bem agradável.
    Jessica parece uma personagem que posso gostar muito e Dain também, eles formam um casal interessante diante das personalidades que possuem e se bem trabalhada a relação deles - o que creio que seja -, certamente conquistam o leitor, nem que seja apenas um pouco.
    A capa é linda, romances de época tendem a ter capas que me conquistam.
    Adorei a resenha.
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Olha, me diverti com a resenha, rsrs.
    Ao mesmo tempo que este livro me pareceu mais do mesmo, ele consegue ser diferente e muito mais divertido que os outros. Pelo menos foi isso que entendi da sua resenha. Estou certa?

    Enfim, amei a resenha né!!
    Livro anotado com estrelinha dourada do lado!

    Bjk

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Li esse livro o começo do mês e adorei! É uma leitura bem rápida e deliciosa de se fazer. Torci muito pelo casal Dain e Jessie e me diverti muito tb com as confusões que eles se metiam.
    Gosto muito de romances de época e adorei a escrita da Loretta Chase.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Rafaela! Tudo bem? Adorei a resenha! Mas sei lá... Infelizmente não tenho muita vontade de ler essa obra, o gênero não faz o meu estilo, sabe? Mas fico feliz que você tenha curtido a obra! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/2015/08/resenha-premiada-johnny-bleas-um-novo.html <- Tá rolando promoção do livro "Johnny Bleas - Um Novo Mundo" lá no blog! ;)

    ResponderExcluir
  7. Oiee
    Tudo bem?
    Confesso que não gostei muito desse livro. Parei de curti, a partir, do casamento. Achei que ficou meio massante. Fico feliz que tenha gostadoo ;p
    Beijinhos Screepeer
    http://screepeer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Justamente esse é o livro que estou lendo no momento. Leitura agradável e leve.
    Rafa, adorei sua resenha.

    ResponderExcluir
  9. Justamente esse é o livro que estou lendo no momento. Leitura agradável e leve.
    Rafa, adorei sua resenha.

    ResponderExcluir
  10. Bom, apesar de diversas resenhas super positivas sobre este livro, não me interessei nem um pouco pela história, não entendi o por que, pois gosto de romance de época, mas esse realmente não me chamou a atenção, mas sua resenha está muito boa.

    ResponderExcluir
  11. Oie,
    estou ouvindo muito falar deste livro e parece ser muito bom.
    Mesmo sendo previsível ainda quero ler o livro, acho que vou gostar.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  12. Já vi várias resenhas sobre esse livro, mas ainda não pude lê-lo. Está na minha lista quilométrica. hahahaha

    Beijos!
    http://postandotrechos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Rafaela!

    Muita gente comenta super bem desse livro! Imagino que deve realmente ser horrível ficar lendo cena de homem machista, mas não tem jeito né... Perdura daquela época até hoje. Mas imagino também que a personalidade Jessica deve teria dado o que falar em meados de 1828... Louca para ler esse livo.

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
  14. Amei esse livro, a capa é linda, fazia tempo que não lia um livro com a mocinha tão forte ... SPOILER .... Aquela cena do tiro foi hilária, recomendo muito esse livro.

    ResponderExcluir
  15. Olá, Rafa.
    Tudo bem?
    O Príncipe dos Canalhas, é o tipo de livro que tenho bastante interesse.
    Confesso que acharia melhor um outro título para o livro, pois dá a ideia de ser um livro bem new adult, quando não é totalmente o que me parece. Enfim, pretendo ler, pois curto livros de épocas e porquê gostei bastante de sua opinião.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Olá! Desde que li meu primeiro romance de época e me apaixonei pelo gênero, estou com muita vontade de ler O Príncipe dos Canalhas. Até o momento vi apenas comentários positivos sobre essa obra, o que só aumenta a minha curiosidade sobre ela. Não vejo a hora de lê-la. Beijos!

    http://frases-perdidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oie Rafa =)

    Sou super suspeita para falar desse livro, por que tipo: EU AMEI MUITO ele <3!
    De longe um dos melhores romances históricos que já li na vida! Que muito mais livros da autora no Brasil *-*

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  18. Oi Rafa!
    Já li várias resenhas positivas sobre esse livro, todos ressaltando o quão divertido ele é.
    Não penso em ler, mas gostei de ver que é um romance com uma protagonista feminina de personalidade, que corre atrás do que quer, e não mais uma mocinha indefesa.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Oi Rafa! Eu gostei do livro, mas não é o meu favorito do gênero, mesmo assim fui facilmente capturada pelo romance cheio de audácia dos dois, e a mocinha é ótima.O que não curti foi a entrada da criança no final, achei o apelo desnecessário, preferia que a rendição de Dain tivesse vindo de algo apenas entre e ela, não deste terceiro elemento.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  20. Oiiii Rafaela, eu já li O príncipe dos canalhas e gostei bastante dele. Lembro que ele foi lançado como livro de banca a um tempinho atrás. Posso te dizer que o lorde Belzebu é um amor, já a mocinha eu achei um pouco irritante e sinceramente, ela teve algumas atitudes que me fizeram questionar se naquela época uma mulher faria o que ela fez e ficaria meio que impune pra uma moça da alta sociedade e tal. Enfim, no geral o livro é bom e a capa ficou lindíssima.

    bjus

    ResponderExcluir
  21. Oie Rafa
    eu gostei muito desse livro, mas não amei. Achei muito engraçada as brigas dos dois, e eu ficava torcendo para os dois chegarem aos "finalmentes" hahahaha
    Amo um romance histórico, e gostei porque esse fugiu da regra dos mocinhos irresistíveis e lindos.
    bjos
    Te enviei um e-mail
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  22. Oie
    Li esse livro numa pegada só adorei a história.Os personagens foram muito agradáveis e até o Lorde Belzebu com todo aquele temperamento dele eu gostei.Uma coisa que senti falta foi essa falta de aprofundamento nos personagens secundários mesmo,A vó dela e alguns dos amigos do Lorde mereciam um final mais fechado.

    ResponderExcluir
  23. Eu estou loooooouca para ler esse livro!!
    A capa é lindaaaa, uma gracinha!!
    E a história parece ser muitooo engraçada, diferente, fluída e viciante!!
    Esse Lorde Belzebu tem jeito de ser um sarro e também muito legal!!
    bjs

    ResponderExcluir
  24. Rafaela!
    Gosto demais dos romances épios, principalmente os ambientados no século XIX e aqui temos uma protagonista Irlandesa, ainda melhor.
    Lor Belzebu é demais, né?kk
    Achei meio que uma recontagem de A Bela e a Fera, clássico que gosto muito.
    Gostaria de fazer a leitura desse livro.
    “A dúvida é o principio da sabedoria.”(Aristóteles)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  25. Oi Rafa, eu nunca fui muito fã de romance de época até que eu comecei a ler Perdida, da Carina Rissi e amei. Agora estou com a coleção da Julia Quinn para ler e pegar mais gosto por este gênero. Amei a resenha e me interessei pela história!

    Super beijo!!!

    ResponderExcluir
  26. Oi, Rafa!
    Estou doida para ler O Príncipe dos Canalhas, já até coloquei na minha lista de livros a comprar. :)
    Geralmente livros de época tem bastante machismo, né? Os da Julia Quinn têm bastante e a gente ama um monte. A gente dá essa liberdade nesses casos.
    E eu adorooooooooo personagens mulheres protagonistas sarcásticas, divertidas e sem mimimi, ainda mais de época. Sinto que vou gostar bastante.
    Ótima dica, Rafa!
    :D

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  27. Oi Rafa!
    Eu nunca li nenhum romance de época, mas tenho muita vontade. E eu gosto muito de narrativa em terceira pessoa e amo livros que tem isto e uma narrativa engraçada.
    Fico feliz que tenha gostado, quero ler e gostar também.
    Beijocas!!
    umlugarparaleresonhar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Oi, Rafa!
    A história lembra "A Megera Domada" mesmo. Eu amei este livro. O machismo da época incomoda mesmo, mas acredito que a autora precisava expressa isso na história. Os protagonistas são ótimos e possuem uma química muito boa.
    Fico feliz que tenha gostado. ;)
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Estou doida pra ler esse livro, curto muito um romance de época e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais ansiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  30. Eu fiquei sabendo que esse livro era demais! Muito bom! Achei a historia divertida e envolvente, uma gostosura para se ler. Amo personagens como Dain.

    ResponderExcluir
  31. Li esse livro, e o que mais gostei é que a Jessica era forte, decidida e independente,nada como as mulheres da época, esse livro rendeu boas risadas, é um dos meus favoritos.

    ResponderExcluir
  32. Nunca li, mas pelos comentários positivos, me deixou curioso, não parece ser clichê. A capa é bonitinha.

    ResponderExcluir
  33. Olá Rafaela,

    Esse livro esta na minha lista de desejados, todas as resenhas que leio são positivas e espero ler em breve...bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  34. Oi, Rafaela.
    Esse livro despertou minha curiosidade primeiro pelo título e pela capa.
    Ao ler a sua resenha e outras resenhas positivas, fiquei mais curioso ainda.
    Parece um livro sensacional, de época, quebras de tabus, do jeito que eu adoro.
    Está na minha lista de desejos.
    Abraços.
    Diego || Diego Morais Viana

    ResponderExcluir
  35. Oi!
    Gosto muito de romances de época e esse livro me chamou atenção por temos personagens não convencionais para aquela época, o que seria um escândalo e por isso gostei bastante da Jessica que se mostra uma mocinha forte !!

    ResponderExcluir
  36. Achei o livro muito bom e não me incomodou a parte do machismo, porque isso é bem previsível no gênero. É lógico que acho isso uma baita besteira, mas não é um aspecto que incomoda, como se o livro fosse menos por isso. É crível, mostra como a sociedade evoluiu... Adorei esses personagens, são bem diferentes do que estou acostumada a ler nesse tipo de livro e isso foi bem legal. Tem mesmo uns clichês, mas é bem feito e a autora criou uma trama muito legal. Querendo mais dela! Vale a pena ler.

    ResponderExcluir
  37. Desde que lançou eu quero esse livro, mas só agora tive a possibilidade de compra-lo mas ainda não o li!
    Amo romances históricos, e só li resenhas positivas em relação a esse livro, o que foi bom uma vez que tenho um pequeno receio de histórias que se passam na frança pois já tive experiencias não muito boas! Mas estou bem curiosa pois foge do padrão de mocinho bonitão e mocinha boazinha e submissa, estou bem ansiosa para lê-lo!

    ResponderExcluir
  38. Oi, Rafa!
    Meu Pai, esse livro! ~in love!
    Eu vi ele nas minhas buscas por promoções no site do submarino há tempos atrás e foi amor a primeira vista!
    A capa, a sinopse, o gênero (meu favorito: romance de época) me encantaram.
    Então, abusei aos meus melhores amigos da faculdade para me darem. Um deles atendeu meu pedido kkk' ganhei de presente, mas ainda não li porque logo que o recebi, encontrei a sequência dele na livraria Leitura e fiquei louca. Não sabia que ele tinha sequência e como não gosto de ler um livro e não ter a sequência em mãos, ainda não li O Príncipe dos Canalhas. Mas assim que tiver O Último dos Canalhas em mãos, devorarei ambos!
    Beijinhos <3

    ResponderExcluir
  39. Oie :)
    Eu me encantei 3/3 com esse livro: capa, título (CAPA) e sinopse (E CAPA) mesmo me parecendo um pouco clichê. Sério, que capa linda! Ainda não tive a oportunidade de comprar essa gracinha mas já está na minha lista de desejados. Beijox.

    ResponderExcluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária