Resenha de "O Estranho Contato: A história de uma paixão entre mundos"

O Estranho Contato, primeiro romance da psicóloga Kelly Shimohiro, conduz o leitor para um mundo completamente diferente, repleto de segredos e ameaças.

Ágatha Guiller é uma jovem entediada de 19 anos que não possui perspectivas para o futuro. Em Nova Jerusalém, sua vida se resume a conviver com os pais e os três irmãos mais velhos, fingir que assiste às aulas do cursinho e ler biografias.

Com a chegada de um parente distante e misterioso, sua vida vira de cabeça para baixo, pois Tom é idêntico ao garoto com quem ela tem sonhado nos últimos dias e o que torna tudo ainda mais intrigante é que ele a reconhece também.

Enquanto Fred, seu melhor e único amigo, presencia eventos bem estranhos, ela lida com a partida inesperada de Tom, que lhe deixa um bilhete pedindo para encontrá-lo em Chamonix. Juntamente com Fred, Ágatha viaja para os alpes franceses com o intuito de rever o cara por quem está se apaixonando e descobrir os segredos que o cercam. Porém, ao descobrir a conexão entre os fenômenos inexplicáveis e Tom, ela percebe que o universo esconde mais do que imaginava.

No meio de tantas descobertas, perdas, dores e questionamentos, ela conhece um novo mundo através de Tom e começa a compreender os mistérios que interligam todos os seres. Agora que a cortina caiu, Ágatha fará de tudo para reencontrar seu amor e obter as respostas para suas perguntas. 
"Tenho a impressão de ter vivido pelo menos uns dez anos hoje. São surpresas demais, vindas de todos os lados. Só que a maior surpresa de todas, o que de alguma forma é um pouco difícil admitir, é saber que acredito em tudo o que está acontecendo, por mais anormal que possa ser. E que estive esperando por isso, deitada no meu banco de pedras, por todos esses anos."
Com informalidade e desenvoltura, a história é narrada pela própria Ágatha, que traz à tona seus anseios e sentimentos. Mesmo que o motivo para ela não se encaixar ter ficado claro para mim, foi difícil aceitar e digerir suas atitudes egoístas - por se tratar de uma personagem imatura, impulsiva e superficial.

O romance entre Ágatha e Tom foi ainda mais superficial e surreal. Funcionou como uma espécie de amor ao primeiro sonho: sem conhecimento prévio e posterior ou diálogos verdadeiros; designaram aquilo como amor e ponto. Por não considerar o relacionamento crível ou bonito, não consegui acreditar nele.

Se por um lado a protagonista e seu súbito romance não me agradaram; por outro, a trama que cerca Gael, o mundo de Tom, me intrigou bastante, pois a autora soube criar uma nova sociedade com problematizações, cultura, regras e lugares bem construídos. Só senti falta de mais capítulos sobre o tema, mas provavelmente, no próximo livro, o assunto será mais desenvolvido.

Os personagens secundários não apareceram tanto por conta da obsessão de Ágatha por Tom, mas Fred foi um bom e paciente amigo, assim como Tereza - uma espécie de governanta - e a família Guiller. Os amigos ou inimigos de Tom também foram bem elaborados, mas não tiveram tanto destaque quanto eu esperava. Aliás, os poderes deles, na hora do combate, poderiam ter sido descritos com mais detalhes.

A autora escreve com fluidez e consegue envolver o leitor, sua ideia foi bem interessante, principalmente por abordar um assunto abrangente e instigante. Porém, os acontecimentos foram descritos ora com rapidez, ora com lentidão, causando a sensação de que as coisas não se desenvolviam tão bem e, desse modo, as passagens importantes não ganharam o efeito pretendido.

Apesar de gostar do gênero, minha experiência com o livro não foi boa, mas espero que a continuação seja melhor e me surpreenda. Ademais, a editora fez um ótimo trabalho com a capa, a diagramação e a revisão. Não deu certo para mim, mas pode ser uma boa leitura para vocês, por isso recomendo.
*Exemplar para resenha.

24 comentários:

  1. Oie,
    não conhecia o livro, mas confesso que a capa não me chamou atenção.
    A história parece boa, mas o que citou do ritmo do texto me preocupou um pouco.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Rafaela! Tudo bem? Menina, essa capa é muito linda! *--* Mas o ruim é que a sua já é a segunda resenha que leio que diz que a experiência com o livro não foi tão positiva! :O Assim fico com medo! rs

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Rafa!
    A capa do livro é muito bonita!
    Não entendi muito bem ao qual gênero ele se aplicaria. Seria um romance distópico ou talvez fantástico?
    Bem, eu adoro romances, mas esse não me chamou muita atenção. Sua resenha ressaltou os pontos negativos do livro, que, particularmente, são os que mais me desagradam na história. O livro ser centrado em praticamente apenas dois personagens (o casal principal) e o fato da inconsistência dos acontecimentos, ora rápidos demais, ora devagar demais. O fato de ter sido "amor ao primeiro sonho" também me incomodou um pouco. Deixa a parecer que eles mal sabiam o nome um do outro e já se amavam. Não conheço a autora e sua escrita e não tive muito interesse nesse livro kk' mas procurarei por outras obras dela e ver o que acho.
    Beijinhos <3

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca tinha lido nada sobreo livro, e confesso que ele não me chamou muito a atenção,mas gostei muito da capa,se tiver a oportunidade,acho que lerei sim.
    bjoos

    ResponderExcluir
  5. Hey!
    Confesso que o enredo do livro não me chamou a atenção e os pontos negativos que você ressaltou não me agradaram. Talvez eu leia ele algum dia, mas não estou com muitas expectativas.

    ResponderExcluir
  6. Capa linda!! Já vi vídeos de booktubers comentando sobre o livro e quase todos dizem a mesma coisa: o ritmo/ escrita da obra!
    ótima resenha!
    Beijos,
    Luana Agra - Blog Sector 12 - http://sector-12.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Não sei o que pensar sobre esse livro, sinceramente li a resenha duas vezes para ver se entendi ou não, mas cheguei a conclusão de que não entendi quase nada do livro, não chamou atenção e sem contar que tem continuação, e estou em uma fase que prefiro livros únicos, não séries ou trilogias. Acho que não lerei esse livro!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Rafa!
    Eu realmente não vou ler este livro. Já vi que o desenvolvimento da história não me agradaria de jeito nenhum.
    E o pior: possui continuação.
    Não dá. Fico feliz em ter lido sua resenha porque adoro essa sinceridade presente nas palavras.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Pela cara, sinopse e tal parece legal. Mas odeio quando jogam um romance na minha cara e não acredito nele e se esse é assim? Vishi....E a garota não parece ser das mais fofas. Acredito que me irritaria bastante com o livro. Mesmo assim....sei lá, deu certa curiosidade.

    ResponderExcluir
  10. Se eu fosse comprar o livro pela capa ia passar despercebido por mim, mas a historia da autora me agradou, me parece ser boa, não sei ainda porque até então nunca tinha visto uma resenha da mesma.

    ResponderExcluir
  11. Não conheço o livro e também nunca ouvi falar da autora, achei interessante o fato do livro ser escrito por uma psicóloga, deve ser uma narrativa bem curiosa, no momento não tenho interesse em ler o livro, mas gostei da resenha.

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia o livro, mas me interessei pela premissa, que pena que a experiência com o livro não foi como o esperado :/ Enfim, desejo boas leituras. Abraços!

    ResponderExcluir
  13. Oie Rafa =)

    Não conhecia o livro e pela premissa a história pareceu ter alguns elementos que aprecio bastante. Porém, fiquei um pouco receosa pelo fato de ter uma continuação (cadê os livros únicos Senhor!) e de você não ter gostado tanto assim da leitura.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  14. Bem Rafaela!
    Fiquei um tanto confusa quanto a definição da história.
    Não sei se é um romance ou uma distopia, onde há um mundo criado por Tom...
    E quem é Gael? Que mistério será esse?
    “ Educação é uma coisa admirável, mas é bom recordar que nada do que vale a pena saber pode ser ensinado.” (Oscar Wilde)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Que pena que os personagens não foram bem trabalhados, provavelmente a história seria bem melhor aproveitada se fosse diferente, porque realmente, a premissa não é ruim não!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem post novo no blog sobre filmes, vem conferir!

    ResponderExcluir
  16. Oi! Uma pena que o livro não seja tão bom, não gosto de romances que acontece num rompante e a obsessão que a mocinha tem por Tom parece ser exagerada, tudo bem que ela foi atrás dele, mas parece que fica cega com relação a outras coisas e só pensa nele. Acho que também deveria ter descrito com mais impacto os poderes dele, senão fica muito estranho, superficial.

    ResponderExcluir
  17. Oie :)
    Eu quase, quaaaaase comprei esse livro. Pela sinopse parecia interessante - mas eu preferi comprar O duque e eu - E agora depois de ler a sua resenha, parece que eu fiz a escolha certa haha. Mas a história ainda me parece cativante, não é um livro que eu dispensaria.

    ResponderExcluir
  18. nunca ouvi falar dessa editora.
    nem a capa nem a historia me chamaram muito a atençao. E a sua resenha tbm nao me incentivou a ler rs.
    E como assim, o Tom é parente dela e eles estao saindo? what?

    achei um pouco viajado a sinopse toda, parece que tem muita coisa e nao houve uma conexão boa entre todas elas :/

    ResponderExcluir
  19. A historia pelo que li da resenha poderia ser um pouco mais trabalhada a começar pelo romance dos personagens e descrições por parte da autora espero que o prosximo livro que ela lançar seja melhor desenvolvido.

    ResponderExcluir
  20. Leria com certeza romance e mistério ,não sei porque mais eles me parecem intimamente ligados.

    ResponderExcluir
  21. Nunca ouvi falar dessa autora, mas a história me interessou, leria sim

    ResponderExcluir
  22. Gostei da capa do livro, mas o enredo da história não me chamou atenção,além do ritmo que é ora rápido,ora lento.

    ResponderExcluir
  23. Essa é a primeira vez que leio algo sobre esse livro. Também não conhecia a autora. Em se tratando de psicologia ou psiquiatria, um romance sempre nos surpreende pelo desenrolar de sua trama. Espero que esse tb seja desse tipo.

    ResponderExcluir
  24. Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, e agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais curiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir

Hey you,
gostou do que leu, encontrou algum erro ou quer acrescentar algo?
Não deixe de comentar! =)
Sua opinião é muito importante para o blog.
Beijocas.

© 2012 - Todos os Direitos Reservados
Design por: Gabrielle Alves | Para uso exclusivo do blog Artesã Literária